Tag Archive for video

História da Realidade Aumentada Móvel

 

Parte V

Você vem acompanhando aqui no blog as etapas e descobertas pertencentes à História da Realidade Aumentada Móvel. Desta vez, vamos saber mais sobre o movimentado ano de 1999. Acompanhe-nos nesta viagem no tempo.

No ano de 1999, Hirokazu Kato e Mark Billinghurst lançaram o ARToolKit, uma biblioteca de posições com seis graus de liberdade, usando quadrados como marcador fiducial e reconhecimento via template. O rastreamento óptico do marcador permite o ajuste de posição para realizar a renderização do objeto virtual. O ARToolKit está disponível como open source em licença GPL e é muito popular entre os desenvolvedores de Realidade Aumentada. (Veja aqui também o estudo dos autores sobre uma vídeo-conferência em realidade aumentada.)

artoolkit

Tobias Höllerer e outros estudiosos desenvolveram um sistema de RA móvel que permitia ao usuário visitar o site de uma notícia no lugar em que o fato noticiado aconteceu e receber um tour guiado no campus da Universidade de Columbia, que sobrepunha imagens de prédios antigos sobre os atuais. Este foi o primeiro sistema de RA móvel a usar GPS RTK e um rastreador inercial-magnético para orientação. O projeto que se chamou Documentários Situados, possibilitou que visitantes da Universidade de Columbia experimentassem novamente a greve de protesto dos alunos de 1968 e outros eventos históricos, como uma viagem no tempo.

No mesmo ano, Höllerer e outros especialistas apresentaram um sistema de RA móvel (MARS) que incluía interfaces indoor como desktop, RA tabletop e head-worn vídeo display para a interação com um usuário outdoor. Enquanto o usuário outdoor experimentava uma visão multimídia espacial em primeira pessoa por um display de cabeça, o usuário indoor podia ter uma visão da cena outdoor.

imagem_99_Mars_outdoor_indoor

Nesta mesma época, Jim Spohrer publicou o conceito de Worldboard, uma infraestrutura escalável para dar suporte a aplicações móveis que vão desde serviços low-end baseados em localização geográfica, até RA móvel high-end. Em seu texto, Spohrer também colaborou com estudos sobre aplicações para a RA móvel e suas implicações sociais.

Foi em 1999 que foi lançado o primeiro telefone GSM com um GPS incluído, o Esc! NT2002 Benephon. Com tela em preto e branco e resolução de 100×160 pixels, o telefone efetuava downloads de mapas sob demanda. E também incluía um buscador de amigos que compartilhava as posições de GPS com outros telefones Esc! através de SMS.
esc_benephon

E, finalmente, para terminar em grande estilo esta etapa da história de muitos avanços para a RA, o protocolo de rede wireless 802.11a/802.11b, conhecido como Wifi, foi criado.

Acesse as Parte I, Parte II, Parte III e Parte IV para saber os fatos anteriores na História da RA Móvel. Não perca nossos posts quinzenais e acompanhe esta história de perto!

 

 

Mix Realities: Música

 

O mundo da realidade aumentada é infinito em suas possibilidades. Basta ter criatividade que será fácil encontrar uma utilidade surpreendente para essa forma de tecnologia que reúne dois mundos em um. As marcas estão atentas e cada vez mais criam maneiras envolventes de interagir com seu público através de RA.

No Japão, a pizzaria Domino´s criou uma ação exclusiva para o país aproveitando a popularidade da cantora virtual Hatsune Miku, utilizando o aplicativo Vocaloid de síntese de voz. Basicamente, você cria músicas e a Hatsune Miku as interpreta em versão animada.

A Domino’s criou seu próprio app em cima desta ideia e incentivou os funcionários de suas unidades no Japão a criarem suas próprias melodias que ficariam disponíveis para os usuários, além de possibilitar a seus clientes trocar a aparência do portal pelo qual realizam seus pedidos de pizza. E a cereja do bolo em Realidade Aumentada acontece quando, ao usar a edição especial da caixa de pizza da Hatsune Miku, o cliente pode assisti-la dançando em cima da caixa que vira um palco para a artista virtual.

A ideia toda é apresentada pelo Presidente da empresa no curioso vídeo abaixo:

 

 

 

A Sony também não perdeu tempo e aproveitou a receptividade da população japonesa a novas tecnologias. Para lançar a MDR-1, uma nova linha de fones de ouvido para smartphones, e enfatizar a qualidade dos equipamentos, ela comparou a experiência de uso a “ouvir música ao vivo” e para comprovar sua tese lançou o “Headphone Music Festival” apresentado nas ruas de Tóquio e também em lojas por todo o país.

Através do aplicativo SmartAR, as pessoas podiam escanear peças gráficas como pôsteres dando início a um show de música com os astros locais. O resultado foi muito positivo e os novos fones tornaram-se os mais vendidos no mês de janeiro no maior site de e-commerce por comparação de preço do país, o Kakaku.com. Além disso, a ação gerou cerca de um milhão de dólares em publicidade gratuita e atraiu cerca de 390 mil fãs em apenas um mês.

 

 

Quer experimentar a Realidade Aumentada em seu dia a dia? Use o paprika e veja  os check-ins e posts de redes sociais no local em que foram realizados. Saiba mais aqui.

 

Eyllo é referência. Realidade aumentada, inovação!

Como se já não bastasse a movimentação causada pela nossa participação na JEWC 2012 e o lançamento da versão para iOS do paprika, agosto tem sido um mês bem agitado. Esta semana está sendo bem diferente para nós aqui na eyllo

Por conta da característica inovadora e corajosa de se montar uma empresa que desenvolva a tecnologia em realidade aumentada no Brasil, a Universidade Federal de Santa Maria escolheu a eyllo como um dos exemplos de um projeto que pretende mostrar como o empreendedorismo e a inovação são importantes de serem incentivados desde o início da formação acadêmica de um profissional. Desde feita esta escolha então, nós – funcionários – viramos estrelas deste ‘estudo de caso’ que está sendo realizado pelas produtoras LumaLuma e Banjo Lab.

Os produtores Luísa e Amarello gravam com os funcionários da eyllo.

Os produtores Luísa e Amarello gravam com os funcionários da eyllo.

A equipe, formada por Luísa Copetti e Amarello Rodrigues (que fazem de tudo um pouco), está registrando nosso dia a dia de trabalho e também colhendo informações sobre a tecnologia de realidade aumentada e sobre o aplicativo paprika. Todas as áreas da empresa, por assim dizer, gravaram um registro explicando as suas funções e falando também um pouquinho sobre essa nova tecnologia.

Enylton entre os produtores Luisa e Amarello

Enylton entre os produtores Luisa e Amarello

Claro que quando tudo estiver pronto, vamos mostrar para vocês, mas podemos adiantar que, além dos depoimentos – incluindo o do nosso diretor, que é o especialista na área – e de uma introdução sobre o que é e como funciona a realidade aumentada, o vídeo vai mostrar o paprika em ação, numa exibição quase didática do seu uso e das suas mais diversas aplicações na sua rotina.

Queremos agradecer, portanto, à Universidade Federal de Santa Maria pela escolha da eyllo, o que nos deixa muito honrados, e também à Luísa e ao Amarello, que estão se desdobrando para que a eyllo apareça bem na fita!

Você é um empreendedor? Qual a maior dificuldade e qual a maior alegria em ter o seu próprio negócio? Compartilhe suas experiência conosco, aqui no blog da eyllo.

Realidade aumentada tatuada no corpo dá vida aos desenhos

Temos visto aqui no blog da eyllo diversas possibilidades de aplicação da realidade aumentada. Ontem mesmo, indicamos que a educação pode se beneficiar da tecnologia. Já mostramos também seu uso no cinema, na música e na propaganda. Mas, não é apenas de rótulos de produtos que vive uma QR Code. Muita gente por aí já descobriu que existe um outro espaço a ser explorado: o próprio corpo!

Isso mesmo! Antes vista com preconceito (embora muita gente ainda veja), a tatuagem saiu do contexto marginal e vem ganhando cada vez mais adeptos. Você pode ver gente com desenhos tribais, fadinhas, kanjis (caracteres da língua japonesa), caveiras, símbolo do clube de coração… enfim, não há limite de formas nem de idade para registrar na própria pele algo que seja significativo ou importante. Algumas tatuagens são tão elaboradas e cheias de detalhes que são vistas, muitas vezes, como forma de arte.

Então, por que não revolucionar a ideia e expandir o conceito? Pois é, já são muitos os adeptos da tatuagem com realidade aumentada. Pessoas que marcam seu corpo com códigos e criam efeitos interessantes e impensáveis até então. Você pode perguntar: ‘Poxa, qual a graça de ficar com um quadrado desenhado e ter um leitor para identificar a imagem?’. A graça é que quando você faz uma tatuagem o mesmo desenho fica para sempre, certo? A vantagem da tatuagem com realidade aumentada, que não precisa ser necessariamente um código, é que você pode associar conteúdos diferentes ao mesmo registro. Ou seja, a QR code pode ser a mesma, mas o que será visto, pode mudar de acordo com sua vontade! Muito louco, né?

Separamos alguns exemplos de tatuagens com realidade aumentada. Dá só uma olhada!

1. Mostrando como faz:

Este vídeo mostra todo o processo de criação de uma tatuagem com RA. E o cara ainda afirma que foi o primeiro a fazer. Bem, o cliente parece ter ficado satisfeito com o resultado!

2. Apaixonado por 3DS:

Esse aí gosta tanto do game da Nintendo que resolveu fazer a tatoo para jogar com o próprio braço.

3. Famoso dragão:

A música ‘Menino do Rio’, de Caetano Veloso, vai ter que sofrer uma adaptação, pelo menos no verso ‘dragão tatuado no braço’. Aqui não é bem a figura mitológica que está estampada no braço do rapaz mas, graças a realidade aumentada, ele se faz presente, sim, e muito vivo!

4. A outra face da caveira:

Aqui não tem QR Code, é o desenho mesmo, que é lido num app de smartphone e dá o seu recado. Ok, é uma propaganda, mas vale!

Esses são apenas alguns exemplos. É só você fazer uma pesquisa rápida por augmented reality tattoo e o YouTube vai listar vários vídeos. Porém, mais do que o aspecto curioso que a tatuagem com realidade aumentada desperta, ela também aponta para uma possibilidade de mercado ainda não tão explorada e para o futuro da própria linguagem da tatuagem.

Em tempos de projeto Google Glass, é bem possível que num futuro próximo, nossas identidades sejam códigos de barra tatuados no nosso corpo e lidos por qualquer um que use óculos ou lente de contato. Aguarde e verás!

Você curte tatuagem? Faria uma com realidade aumentada? Nós da eyllo queremos conhecer sua opinião!

Para animar sua sexta-feira, música e realidade aumentada!

Não são apenas os filmes ou a propaganda que se apropriam dos recursos visuais incríveis proporcionados pela realidade aumentada. Já faz tempo também que a música se utiliza da nova linguagem para atrair a atenção dos fãs e deixá-los atônitos. Até dupla sertaneja já lançou mão da tecnologia durante um show em maio para encantar o público.

É fato que a música explora bem menos a realidade aumentada do que deveria, mas muitas bandas e gravadoras já perceberam que há um enorme potencial comercial para a indústria fonográfica. O blog da eyllo separou alguns exemplos de bandas que tiraram uma casquinha da tecnologia para enriquecer a experiência dos seus seguidores com a sua arte. Escolha o seu clipe favorito e cante junto!

1. Guns N’ Roses – You could be mine (1991):

Com certeza você viu a continuação de ‘O Exterminador do Futuro’ e cantou essa junto com Axl Rose. A música que foi o carro chefe da trilha sonora do filme, fez parte do cd ‘Use You Illusion II’. A realidade aumentada entra aqui, personificada na visão do próprio exterminador, que se tornou apelido da tecnologia. O ciborgue usa do recurso para escanear o vocalista e concluir que é um ‘desperdício de munição’.

2. Gorilaz e Madonna – Grammy (2006):

E que tal juntar a ‘Rainha do Pop’ e o grupo virtual de maior sucesso no mesmo palco durante a cerimônia de entrega de um dos maiores e mais tradicionais prêmios da música? Pois é, foi o que aconteceu no Grammy de 2006. Madonna e os ‘componentes’ do grupo interagiram ao vivo e levaram a plateia ao delírio. Se você perdeu, confere aí!

3. Blink 182 – Doritos (2009):

Uma das empresas que parece ter abraçado a realidade aumentada é a dos salgadinhos. Apostando na juventude do público antenado do grupo, a Doritos promoveu um show da banda e usou e abusou do recurso. Muita gente achou que dava para pegar o holograma de tão real!

4. John Mayer – Heartbreak Warfare (2009):

O recurso também foi utilizado para cantar o amor e a dor de um relacionamento neste videoclipe do cantor pop. É tanta dor aumentada que dá mesmo muita peninha do cara. Se você brigou com seu amor, vá correndo fazer as pazes!

5. Black Eyed Peas – The time (2011):

Fala sério, mesmo que você não curta, é impossível ficar parado com o som da banda que mistura um pouquinho de tudo. Antenados que só eles, lançaram um aplicativo para a releitura deste grande sucesso dos anos 80 que usa da realidade aumentada para colocar os integrantes do grupo dentro da sua casa. Pode dançar!

6. Cláudia Leitte – lançamento da música Máscaras (2010):

Bem, como representante nacional, temos esta tentativa – sempre válida – do uso da realidade aumentada para promover uma música. No caso, este aplicativo fazia parte da estratégia de lançamento do clipe de ‘Máscaras’, da cantora. Veja o teste do aplicativo e depois mergulhe no som.

Muitos outros artistas como Lady Gaga, por exemplo, estão promovendo seu trabalho com esta nova tecnologia. E a tendência é que isto ocorra ainda mais. Estes clipes que separamos aí são apenas algumas amostras do que já foi feito. Mas, do jeito que a técnica está evoluindo, é bem capaz que daqui a alguns anos, nossos ídolos façam shows exclusivos na nossa sala-de-estar.

Você conhece outros clipes ou shows que usaram a realidade aumentada? Deixe sua sugestão.

Vídeo — Alpha test

Em dúvida sobre qual peça de teatro assistir, onde comer, qual ônibus usar?

Atualizamos a arquitetura de nosso software e redesenhamos os elementos visuais. Achamos que a versão mostrada neste vídeo é mais amigável e fácil de usar.