Tag Archive for futuro

paprika é finalista do desafio Smart Cities FI-WARE

 

paprika_divulgacao_smartcities_menor

 

O paprika está entre os 20 finalistas do desafio Smart Cities da plataforma FI-WARE realizado pela Comissão Europeia. O concurso, aberto a participantes de todo o mundo, contou com a participação de cerca de 400 equipes que apresentaram ideias de aplicativos que buscam tornar as cidades mais inteligentes. O desafio realizará a sua final na Campus Party, de 27 de Janeiro a 02 de fevereiro, e conta com 200.000 € em prêmios.

Participantes de 23 nacionalidades competiram e apenas três dos finalistas são brasileiros. Entre eles, está o paprika apresentando sua ideia de exibir informações sobre o transporte público em realidade aumentada. O paprika e cada um dos finalistas já ganharam o prêmio de 2.800 € cada.  Agora, partiremos para apertada disputa pelos primeiros prêmios que serão um grande incentivo para as equipes participantes:

  • Primeiro Prêmio: 75.000 €
  • Segundo Prêmio: 40.000 €
  • Terceiro Prêmio: 20.000 €
  • Menção Especial: jovem desenvolvedor: 5.000 €
  • Menção Especial: aplicação mais inovadora: 5.000 €

eyllo é uma das vencedoras do Mobile Futures Brasil

Boas notícias: o projeto Mobile Futures Brasil escolheu cinco startups que realizarão um projeto piloto para grandes marcas da Mondelez International. E a eyllo é uma delas!

Todas as 15 startups finalistas estão de parabéns pelo seu empenho e qualidade das ideias apresentadas. Foi um evento de alto nível, contando com empresas que representaram muito bem o mercado de startups nacionais. Nos sentimos orgulhosos de fazer parte desse grupo.

Agora, a eyllo tem 90 dias para realizar um piloto com a marca que nos escolheu: Club Social. A plataforma paprika foi apresentada como solução para o piloto ao integrar em uma mesma aplicação geolocalização e realidade aumentada. Estamos ansiosos para ver como será a interação dos consumidores de Club Social nesta nova realidade. Em breve, teremos mais notícias.

Confira a repercussão do anúncio das vencedoras do Mobile Futures Brasil:

Startupi

Proxxima

Pequenas Empresas & Grandes Negócios

 

eyllo é finalista do projeto Mobile Futures Brasil

mondelez

A eyllo foi selecionada como finalista do projeto Mobile Futures Brasil (www.mobilefutures.com.br) realizado pela empresa Mondelez International, que busca cinco startups para trabalhar com as marcas Trident, Bis, Halls, Club Social e Tang em pilotos baseados em inovação tecnológica. As 15 startups selecionadas participarão da final, nos dias 25 e 26 de Setembro, em São Paulo, realizando pitchs na presença de parceiros e executivos da empresa.

Os participantes apresentaram ideias de Negócio para as marcas sugeridas com foco em áreas como SMS, varejo mobile, social e aplicativos de celular ou outras similares.

Apresentamos como solução a plataforma paprika (www.paprikamix.me) disponível  para smartphones (android e iOS) que utiliza a tecnologia de Realidade Aumentada (RA) e geolocalização para acrescentar informações virtuais ao mundo real em tempo real, sobre uma determinada área/local em que o usuário utilizar.

Em breve, teremos mais novidades!

eyllo participa do evento Hackathon 1746 da Prefeitura do Rio

Jpeg

Palácio da Cidade pronto para o Hackathon 1746

O grupo paprika, composto pela equipe da eyllo, foi um dos grupos selecionados para desenvolver e apresentar ideias no evento Hackathon 1746, realizado nos dias 31 de agosto e 01 de setembro pela Prefeitura do Rio de Janeiro. O evento foi pensado para reunir desenvolvedores que pudessem ajudar na resolução e melhorias em uma ou mais das quatro principais demandas da Central de Atendimento ao Cidadão 1746: Poda de Árvores, Iluminação Pública, Conservação de Vias e Estacionamento Irregular.

As soluções, que poderiam ser baseadas em apps ou WEB contemplando essas demandas, precisavam ser desenvolvidas durante as 30 horas ininterruptas de evento utilizando bases de dados públicas e a base fornecida pela Central 1746. Participaram do evento 79 pessoas, divididas em 25 equipes, competindo nas categorias Inovação Tecnológica e Criatividade (prêmio de R$5 mil); Mobilização Social (prêmio de R$5 mil) e Grande Prêmio (prêmio de R$10 mil). Também estavam incluídas no prêmio bolsas de estudo em entidades parceiras.

A eyllo apresentou uma solução para Poda de Árvores baseada em web e no aplicativo de Realidade Aumentada paprika. A solução busca facilitar o censo das árvores da cidade através da participação dos cidadãos cariocas.

As equipes que saíram vencedoras foram EXCSI, Namelez e Rio. A equipe Rio ficou com o Grande Prêmio e apresentou uma ideia para diminuir o número de estacionamentos irregulares na cidade.

Mesmo não saindo com um prêmio, a eyllo já está em contato com as áreas responsáveis pela Poda de Árvores na cidade e pretende colaborar para facilitar a preservação das árvores cariocas. Em breve, teremos mais notícias!

 

 

 

Versão 1307: Novidades para iOS

 

paprika-ios

 

→    Abertura mais rápida

A abertura do aplicativo sofreu modificações para que você possa começar a usar o aplicativo de forma mais ágil. Nada de ficar esperando.

→   Você dá a sua nota

Agora, os usuários iOS recebem um lembrete de avaliação na Appstore, que pode ser realizada sem sair do aplicativo. Dê sua opinião e ajude a melhorar o paprika.

→   Usabilidade

Os controles das geotags que contêm áudio são agora independentes da visualização da própria geotag. Ou seja, você pode fechar a geotag de áudio e pode continuar ouvindo as informações enquanto observa outras geotags no espaço a sua volta.

→   Correção de erros

Nesta versão corrigimos alguns erros para melhorar sua experiência com o paprika. Mix your reality!

 

Top 5

 

Espionagem: Dilma diz que não concorda com ‘interferências’ de outros países

A presidente Dilma Rousseff disse na última segunda-feira (8) não concordar com “interferências” de outros países sobre o Brasil, ao comentar a recente revelação de que os Estados Unidos mantinham em Brasília uma base para coleta de dados enviados via satélite.

Após evento no Palácio do Planalto, a presidente disse que é preciso apurar se, de fato, houve participação de outros países e de empresas estrangeiras na suspeita de espionagem e que não deve haver pré-julgamento.

“Se houver participação de outros países, de outras empresas que não as brasileiras, seguramente é violação de soberania e de direitos humanos. Mas temos que ver sem precipitação, sem pré-julgamento. Agora, a posição do Brasil nessa questão é muito clara e muito firme. Nós não concordamos de maneira alguma com interferências dessa ordem, não só no Brasil como em qualquer outro país”, afirmou.

 

snowden

Fonte: G1

 

América Latina prepara declaração de repúdio à Espionagem

Brasília – Os presidentes latino-americanos preparam para amanhã (12) a formalização de um documento em que repudiam o monitoramento, pelos Estados Unidos, de dados na internet e telefonemas de cidadãos da América Latina. Inicialmente, a ideia é que a declaração apresente a preocupação com as denúncias de espionagem, a gravidade que elas representam e o fato de serem inaceitáveis. Além do Brasil, a Colômbia, o México, Equador e a Argentina se manifestaram sobre o assunto, condenando o monitoramento externo de informações de cidadãos.

O tema será abordado na Cúpula do Mercosul, em Montevidéu, no Uruguai, hoje (11) e amanhã. Mas antes, os chanceleres do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Venezuela) – o Paraguai está suspenso temporariamente – e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) se reúnem hoje para definir os termos do documento. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, ressaltou que o tom do documento será coerente com as premissas da política externa brasileira.

Ao ser perguntado se o governo do Brasil pretende elevar as críticas e reações aos Estados Unidos, como fizeram alguns países da região, o chanceler disse que os brasileiros têm uma posição bem definida. “O Brasil ouve [os demais países], mas não costuma seguir. O Brasil formula suas próprias posições de acordo com os interesses nacionais e com a política externa brasileira”, destacou.
Fonte: INFO

 

Número de internautas no Brasil ultrapassa 100 milhões, segundo Ibope

O número de pessoas com acesso à internet no Brasil ultrapassou pela primeira vez a casa dos 100 milhões, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira (10) pelo Ibope Media. Os dados referentes ao primeiro trimestre de 2013 indicam que o país tem 102,3 milhões de internautas.

O crescimento foi de 9% se considerados os 94,2 milhões de usuários registrados no terceiro trimestre de 2012. O comparativo se refere a este período de 2012, pois foi a partir dele que o instituto passou a considerar crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos.
Agora, o levantamento inclui pessoas de 16 anos ou mais com acesso em qualquer ambiente (domicílios, trabalho, escolas, LAN houses e outros), além de crianças e adolescentes (de 2 a 15 anos de idade) com acesso em casa.
Se consideradas as pessoas com acesso em casa ou no trabalho, somente em abril de 2013, o número fica em 72,7 milhões. Durante o mesmo período, o número de usuários ativos (que efetivamente usaram a web) em um desses dois ambientes ficou em 53,7 milhões.
Fonte: Uol Tecnologia

 

Em meio a crise econômica, vendas de PCs caem 11,4% no mundo

Economia mundial fraca, falta de componentes, demanda lenta pelo Windows 8 e a popularidade contribuiram para outra queda de dois digitos no mercado global de PCs no segundo trimestre deste ano.

Os envios de PCs entre abril e junho de 2013 totalizaram 75,6 milhões de unidades, número 11,4% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo informações divulgadas nesta semana pela consultoria IDC.

Os números em questão incluem vendas de computadores desktop, laptop, mini-notebook e estações de trabalhos, e deixam de fora os tablets, como o iPad.
Se há alguma notícia boa nesses dados, é que a queda foi um pouco menos pior do que o declínio de 11,7% previsto inicialmente pela IDC, apesar disso não confortar muito os fabricantes de PC.

Todas as cinco principais empresas do ramo venderam menos PCs no mundo neste trimestre do que haviam feito nos mesmos três meses de 2012, apesar de algumas delas terem aumentado sua fatia de mercado em relação aos rivais.

 

PC

Fonte: IDGNow

 

Samsung supera Apple no ranking das 500 maiores empresas da revista Fortune

A batalha entre Apple e Samsung ganhou um novo round e dessa vez não foi nos tribunais. A Samsung superou a Apple no ranking das 500 maiores empresas do mundo da revista Fortune, publicado nesta segunda-feira (8), com receita de US$ 178,6 bilhões (R$ 403,7 bilhões) no último ano e ficando na 14ª posição, enquanto a Maçã ficou em 19º lugar com receita de US$ 156,5 bilhões (R$ 353,7 bilhões).

A empresa sul-coreana subiu seis posições em comparação ao ranking do ano anterior, quando estava na 20ª colocação com receita anual de US$ 149 bilhões (R$ 336,8 bilhões). A Apple também conquistou algumas posições, pois em 2012 ficou no 55º lugar com receita de US$ 108 bilhões (R$ 244 bilhões).

Com base nesse cenário de escalada das duas empresas, não é de se duvidar que elas alcancem o topo do ranking em breve. Na lista de 2013, a liderança ficou por conta da Royal Dutch Shell com receita de US$ 481,7 bilhões (R$ 1,08 trilhão), seguida, respectivamente, por Wal-Mart Stores com US$ 469,2 bilhões (R$ 1,06 trilhão), Exxon Mobil com US$ 449,9 bilhões (R$ 1,01 trilhão), Sinopec Group com US$ 428,2 bilhões (R$ 967,9 bilhões) e China National Petroleum com receita de US$ 408,6 bilhões (R$ 923,6 bilhões).

Fonte: CanalTech

Top 5

 

Redes sociais contabilizam 79 mi falando sobre os protestos

Nos últimos dias, os protestos no Brasil foram praticamente o único tema presente no Twitter, Facebook e até mesmo no Youtube. Segundo reportagem do Estado de São Paulo, os compartilhamentos de conteúdos relacionados ao tema atingiram mais de 79 milhões de internautas até a noite de segunda-feira. O mapeamento foi realizado online pela empresa Scup. Essa abrangência foi alcançada entre quarta-feira e as 21h de segunda.

O gestor de comunicação da Scup, Eliseu Barreira Junior, disse que o mapeamento das redes indica uma curva crescente das publicações sobre o tema desde quinta-feira, dia da manifestação marcada pela violência policial, alcançando ontem um pico de menções. Os termos mais citados foram “Protesto”, “O gigante acordou”, “Vem pra rua” e “Acorda, Brasil”.

Fonte: Terra Tecnologia

 

‘Internet das Coisas’ vai gerar US$ 613 bilhões em 2013

As empresas que assumirem a dianteira da chamada “Internet das Coisas” deverão lucrar US$ 613 bilhões somente neste ano, prevê estudo da Cisco divulgado nesta quarta-feira, 19.

A ideia de disponibilizar conexão em todos os lugares para facilitar o acesso de grande parte da população mundial vem ganhando musculatura e estimulando companhias a investir pesado na infraestrutura necessária.

“Nosso estudo mostra que o sucesso não será baseado em geografia ou no tamanho da sua empresa, mas em quem se adaptar mais rápido”, explica Rob Lloyd, presidente da companhia de sistemas, ao The Verge.

Nos próximos 10 anos, a Cisco calcula um potencial de negócios da ordem de US$ 14 trilhões para a ‘Internet das Coisas’, entre os quais já estão contabilizados a estimativa bilionária para este ano.

 

internet_das_coisas

Fonte: Olhar Digital

 

Huawei lança smaartphone mais fino do mundo

A chinesa Huawei revelou seu smartphone que será o carro-chefe da empresa, o Ascend P6, em seu primeiro evento de lançamento independente na terça-feira (18), dando ênfase às suas ambições para competir com a Apple e Samsung pelo alto escalão da tecnologia móvel.

A empresa diz que o dispositivo, com 6,18 milímetros de espessura, é o mais fino do mundo. Tem uma câmera frontal de 5 megapixels, projetada permitir o compartilhamento de auto-retratos por meio de redes sociais. A empresa escolheu a data de lançamento –18 de junho (6/18, na escrita em inglês)– para combinar com as dimensões do smartphone.

Fonte: IG Tecnologia

 

97% dos brasileiros usam mais de um dispositivo simultaneamente para entretenimento

O Edelman Global Entertainment Study ouviu 6.500 consumidores e contemplou, pela primeira vez, o mercado brasileiro, além de Estados Unidos, Reino Unido, China, Alemanha, Índia, Coreia do Sul e Turquia. O material revela que 96% dos entrevistados já acessaram mais de um destes dispositivos, computador, smartphones e tablets, simultaneamente. No Brasil, o índice é ainda maior, chegando a 97% de respostas positivas.

Em todo o mundo, as pessoas estão ansiosas por novas maneiras de interagir com os conteúdos de entretenimento disponíveis. No Brasil, isso é apontado por 86% dos entrevistados, contra 73% globalmente.

A influência das marcas nas escolhas cotidianas do público mostrou-se relevante para 73% dos entrevistados brasileiros, que consideram importantes as recomendações de uma marca ou produto que gostam. As recomendações de críticos profissionais, por outro lado, foram consideradas importantes por apenas 69% dos respondentes. Os números são bastante diferentes da média global, onde marcas e críticos profissionais têm o mesmo peso – 56%.

Fonte: Proxxima

 

China constrói o computador mais rápido do mundo

 

Os chineses superaram os americanos e criaram o supercomputador mais rápido do mundo, o Tianhe-2, com velocidade duas vezes superior ao do Sequoia, da IBM, que conquistou este título em 2012, de acordo com a lista TOP500.

Desenvolvido pela Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa na cidade de Changsha, o superPC tem capacidade de processamento de 33,86 petaflops por segundo, o equivalente a 33,860 trilhões de cálculos por segundo. Para efeito de comparação, o Titan, usado pelo departamento de energia dos EUA, tem processamento de 17,59 petaflops por segundo.

O Tianhe-2 (tianhe significa Via Láctea) é um supercomputador que, assim como o Sequoia, é utilizado para trabalhos complexos como modelar sistemas de tempo e simular explosões nucleares. Além disso, o processamento é usado no desenvolvimento de novos modelos de aviões.

Esta é a segunda vez que um computador chinês é considerado o mais veloz do mundo. Em 2010, o antecessor do Tianhe-2, o Tianhe-1A, foi o mais rápido em processamento antes de o K, do Japão, o passasse em 2011. Em 2012, o título ficou com o Sequoia.

Fonte: G1

Computação vestível: Google Glass e os óculos do futuro

Parte I 

Você já deve ter ouvido falar do Google Glass, os óculos desenvolvidos pela Google, que podem ser uma mudança de paradigma ao trazer a popularização dos “computadores de vestir”. Além do Glass, muitos outros dispositivos, inclusive outros tipos de óculos, têm sido anunciados como seus concorrentes. Entretanto, veremos neste e em próximos posts como cada um deles funciona e entenderemos o seu objetivo (pelo menos o inicial). As funções são muito diferentes e, como uma nova forma de tecnologia, percebe-se que muitos deles ainda estão com as possibilidades de utilidade em aberto.

>> Se você quer saber mais sobre a história da realidade aumentada móvel não deixe de conferir nossa série de posts sobre o tema aqui.

 

Google Glass (empresa: Google)

O Google Glass é um acessório que consiste em um computador pessoal para ser usado como um óculos. Conta com uma pequena tela posicionada sobre um dos olhos na qual serão projetadas diversas informações de acordo com comandos do usuário. O aparelho vem com câmera e se conecta à internet via wi-fi, mas ainda não é um telefone, e precisa de um smartphone conectado via bluetooth. O usuário pode perguntar sobre o clima, direções, tirar uma foto, compartilhar as informações que está vendo via foto ou vídeo, entre muitas outras funções ainda a serem desenvolvidas.

 

google-glass-info

 

 

No momento, um ano após o anúncio da ideia do produto, ele está nas mãos dos desenvolvedores que buscam cada vez mais criar utilidades e funções inteligentes para dar um sentido real para o seu uso. No vídeo de apresentação dos óculos futuristas, vemos a sugestão do uso do dispositivo em situações em que precisamos estar com as mãos livres, justificando o uso do gadget. Mas, aparentemente, isto é só o início.

 

 

Alguns desenvolvedores e interessados que se inscreveram (e pagaram) para receber o Glass já estão testando o aparelho e experimentando a sua usabilidade e funções disponíveis. Enquanto isso, o mercado de aplicativos se movimenta para não perder a oportunidade e oferecer rapidamente sua versão para Glass.

Recentemente, foi anunciado o desenvolvimento de aplicativos de grandes empresas em versão para Glass, dentre eles: Facebook, CNN, Twitter, Evernote, Revista Elle, além dos muitos serviços Google. Obviamente, é um dispositivo focado nos usuários google, aproveitando as funcionalidades do Google+, como o Hangout, por exemplo.

Rumores alertam que o lançamento do Google Glass para público final pode ser ainda este ano e, como toda novo gadget que se preze não será lançado a preços populares. A princípio, o dispositivo será para poucos eleitos.

> E você? Usaria algo como o Glass? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Recon Jet (empresa: Recon)

O Recon Jet é um modelo de óculos mais similar ao Google Glass, mas com uma estrutura mais robusta. O aparelho conta com carcaça resistente, processador dual core, WiFi, GPS, Bluetooth, sensores como acelerômetro, giroscópio, termômetro, entre outros.

O gadget foi feito para resistir a condições climáticas adversas como chuva, neve, granizo e sol forte. No vídeo-conceito apresentado pela empresa Recon, o aparelho aparece sendo usado em atividades específicas como na prática de esportes, uso médico, em salvamentos efetuados por um bombeiro etc.

No entanto, são apenas atividades sugeridas, porque as aplicações ainda estão em desenvolvimento. A empresa está totalmente aberta a novas criações de desenvolvedores que podem sugerir aplicações para a plataforma, que se baseia em Android. O lançamento está previsto ainda para 2013.

 

Smart Glasses M100 (empresa: Vuzix)

O óculos M100 da Vuzix é mais um display hands-free para smartphones do que um óculos de realidade aumentada porque a tela não se apresenta de forma transparente de forma que integre o conteúdo à realidade. Ele acessa as informações do smartphone e a internet, rodando em android. Não fica claro se o usuário poderá executar ações pelo display como no Google Glass ou se ele poderá apenas ter acesso às informações que aparecem no celular.

Foi projetado para ser vestido de várias formas, em qualquer um dos olhos, com o suporte de que pode ser utilizado sobre a orelha, sobre a cabeça ou atrás dela. A tela que ficará em frente ao olho é 16:19, WQVGA, full color. O dispositivo pode efetuar download de aplicativos para Android e pode se conectar a aplicativos Android e iOs via bluetooth e wi-fi.

A funcionalidade mais conectada com o conceito de realidade aumentada fica com o GPS integrado e a capacidade de identificar, através de rastreamento da cabeça, onde o usuário está e para onde ele está olhando. Isto permitiria a interação com o ambiente e objetos próximos. Além disso, o aparelho conta com câmera e permite a captura de fotos e vídeos.

Embora o dispositivo tenha sido apresentado e saído premiado da CES (Consumer Eletronics Show) deste ano, ainda não foi lançado para o mercado.

Confira no site da Vuzix as especificações e seus outros modelos de óculos desenvolvidos pela empresa focados em realidade aumentada.

 

Smart-Glasses-M100

 

Apresentamos aqui algumas opções que estão próximas da comercialização para público final. Existem outros óculos ainda em estágio inicial de desenvolvimento e outras empresas, como a Sony e a Microsoft, que já garantiram suas patentes similares.

Na parte II deste especial, vamos falar um pouco sobre outros óculos que estão agitando o mercado. Não perca!

Top 5

 

Brasil ultrapassa 100 milhões de acessos de banda larga

De acordo com o estudo da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), divulgado nesta quarta-feira, 22, o Brasil ultrapassou a marca de 100 milhões de acessos de banda larga neste mês de maio. O estudo traz dados atualizados sobre o acesso dos brasileiros em desktop e em dispositivos móveis. Segundo a Telebrasil, o crescimento de acessos no último ano foi de 37%. Do total de 100 milhões de acessos, 78,7 milhões são de banda larga móvel e 21,3 milhões de banda larga fixa.

Fonte: Proxxima

 

Smartphones serão mais de 50% do mercado em 2014, diz ministro

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira que o governo federal prevê que em 2014 mais de metade dos aparelhos de telefonia móvel habilitados no país sejam smartphones. O ministro afirmou que a recente desoneração de PIS/Cofins sobre os celulares inteligentes, por exemplo, ajudará a expandir a venda dos aparelhos. “No ano que vem, mais de 50 por cento dos celulares habilitados serão smartphones”, disse ele durante seminário promovido pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

Fonte: Terra Tecnologia

smartphones

Marcas do setor de tecnologia são as mais valiosas

O ranking das 100 marcas mais valiosas – BrandZ™ Top 100 Most Valuable Global Brands – foi liberado nesta terça-feira (21/05) e inclui nos três primeiros lugares Apple, Google e IBM, respectivamente. Nesse caso, uma troca de cadeiras, já que no ano passado IBM estava em segundo lugar e Google em terceiro. A lista é formada por empresas de múltiplas áreas e atividades da economia incluindo tecnologia, comércio e serviço

A Yahoo está de volta à lista das 100 marcas mais valiosas do planeta, da BrandZ, depois de ter figurado no ranking pela última vez em 2009. A empresa ocupa do 92º lugar do ranking, com valor de marca estimado em 9,83 bilhões de dólares.

Fonte: IDG Now!

 

Yahoo compra tumblr por US$ 1,1 bilhão

É oficial: o Yahoo! acaba de anunciar ter adquirido o Tumblr por US$ 1,1 bilhão. E aos usuários da plataforma, Marissa Mayer, CEO do Yahoo!, avisou: “Prometemos não estragar tudo.” Como previu o AllThingsD, David Karp permanecerá no cargo de CEO, assim como a equipe que trabalha no Tumblr, que continuará sendo o mesmo Tumblr. Ficou claro porque o interesse no serviço. Marissa afirmou que o público do Yahoo! pode crescer em 50%, para mais de 1 bilhão de visitantes mensais, e pode aumentar o tráfego geral em 20%.

Fonte: Olhar Digital

yahoo_compra_tumblr

Jovem cria capacitor que carrega celulares em 30 segundos

Trinta segundos. É esse o tempo que a invenção de uma jovem americana promete demorar para carregar celulares. Premiada pela Intel Foundation, a tecnologia rendeu uma bolsa de estudos no valor de US$ 50 mil a Eesha Khare, de 18 anos. A cerimonia para apontar os jovens cientistas ocorreu na última sexta-feira (17), durante o Isef (Feira Internacional de Ciência e Engenharia da Intel). A jovem criou um capacitor que reduz o tempo de espera de recarga de celulares e outros dispositivos eletrônicos de horas para um período de vinte a trinta segundos.

A vantagem do “supercapacitor” é ser capaz de armazenar uma grande quantidade de energia. Enquanto baterias normais são capazes de sustentar mil ciclos de carga e recarga, a invenção premiada aguenta 10 mil ciclos, afirma Khare.

 

jovem_capacitor_30_segundos

 

Fonte: G1

 

 

Mix realities: Artes

 

Como uma tecnologia que intervém na visão de mundo real de cada indivíduo, a realidade aumentada não poderia ficar de fora dos movimentos artísticos. Em todo o mundo, surgem formas de experimentação e de utilização da RA como uma maneira de tornar a arte ainda mais integrada aos ambientes. A arte pode assim tomar espaços públicos e não ficar restrita a museus e galerias.

>> Não sabe o que é realidade aumentada? Veja aqui.

Um exemplo deste uso pode ser visto nas criações do movimento ManifestAR, um coletivo de artistas internacional que usa aplicações de realidade aumentada como “arte pública intervencionista”. O coletivo aposta nesta forma de mídia para transformar o espaço público e instituições instalando objetos virtuais, comunicando-se e posicionando uma camada a mais de realidade sobre o local. O objetivo é também explorar a experiência entre o real e o hiper-real.

 

arte_realidade_aumentada_printarte_realidade_aumentada_2

 

Em março deste ano, o coletivo participou da 2012 ZERO1 Biennial em São Francisco com o tema “Seeking Silicon Valley”. Intitulada de “Manifest.AR@Building Imagination Center”, a exposição contou com trabalhos em lugares específicos e performances virtuais nas cidades de San Jose, San Francisco e Lewisburg.

 

arte_realidade_aumentada

 

Para além de interferir no ambiente, a realidade aumentada também tem sido utilizada para levar além a experimentação de uma obra de arte plástica. Mais do que simplesmente admirá-la de forma estática, as obras ganham movimento e até som.

O artista japonês Masayuki Akamatsu apresentou sua exposição Uroboro Torch, no final do ano passado, com oito pinturas que deveriam ser vistas pelo iPhone. Com o uso da realidade aumentada, o visitante da exposição podia ver imagens em movimento e adições de imagens que não estavam na tela. (vídeo abaixo). O aplicativo ARART foi utilizado nesta e em outras exposições com o fim de acrescentar movimentos, vida a personagens e interação entre os visitantes e a exposição.

 

 

Já o designer digital Roberto Grosso, é inspirado pela música. Além de suas peças para o ramo publicitário, ele cria uma série de quadros para exposição. Cada um deles é inspirado por uma música e ao usar o celular para ver a obra, o visitante vê a peça ouvindo a música ou vê o vídeo da música que a inspirou no lugar do quadro.

Quadro de Roberto Grosso

Riders on the storm, inspirado em música do The Doors.