TOP 5

Chip detecta em 15 minutos pessoas infectadas com HIV ou Sífilis
O Mchip criado por pesquisadores da Universidade de Columbia, tem o tamanho de um cartão de crédito, custa US$ 1 e em 15 minutos acusa se o sangue está ou não contaminado com HIV ou a doença de Sífilis. O sistema funciona com apenas uma gota de sangue, seguindo o mesmo princípio de um teste de gravidez. Essa poderia ser uma alternativa para detecção rápida da doença, equivalendo a um tratamento ainda mais eficaz.Veja aqui o vídeo do professor Samuel Sia explicando como funcionam os testes.

BlooddropMChip

Apple entra com recurso contra a Gradiente pelo nome iphone
A empresa norte-americana contestou a decisão do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi), divulgada na quarta-feira, 6 de fevereiro, sobre a prevalência da Gradiente pelo nome iphone a ser usado no Brasil. A Apple alega que a empresa brasileira deixou expirar o prazo de implantação do produto, 5 anos, depois que se faz o pedido de registro. A Gradiente pediu ao Inpi o nome em 2000, recebeu a autorização em 2008 e lançou seu smartphone em dezembro do ano passado.

Programador do Google posta vídeo sobre futuro notebook Chrome Pixel
Se até agora os laptops lançados pelo Google, os Chromebooks, são pequenos e pouco potentes, o vídeo publicado pelo programador envolvido no projeto Chrome OS, François Beaufort, mostra um computador com tela tátil de alta definição e resolução de 2.560 x 1.600 pixels. Beaufort vazou essa informação sobre o projeto, chamando o de Google Link, e dizendo que ainda está sob testes na empresa. Confira o vídeo.

Sistema Ubuntu para smartphones será lançado em outubro
A Canonical divulgou que lançará a versão móvel do sistema operacional Ubuntu em outubro de 2013. O sistema é baseado em Linux e pretende suprir a falta de aplicativos fazendo uso dos web apps, já que segundo a empresa, qualquer aplicativo desenvolvido em HTML 5 poderá ser facilmente adaptado para o Ubuntu.

Google pagará 60 milhões de euros para imprensa francesa
Evitando que o governo francês promulgasse um projeto de lei que permitisse as empresas jornalísticas cobrar pelas notícias veiculadas em buscadores, o Google aceitou um acordo com a imprensa daquele país propondo a criação de um fundo de 60 milhões de euros para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para os veículos de comunicação. O acordo é inédito e esse valor será pago em três anos. As regras e critérios para a distribuição do dinheiro serão estabelecidos nos próximos dois meses.

Fontes: Hypennes.com, Reuter, Folha de S. Paulo, O Globo